Notícias:

03

Junho

Novos negócios sustentam otimismo da Cooperativa Vinícola Garibaldi

Depois dos primeiros impactos do coronavírus, que obrigou muitas empresas a modificarem severamente suas rotinas e planejamentos, a Cooperativa Vinícola Garibaldi está voltando ao que julga ser uma nova normalidade. As perdas já começaram a diminuir, de acordo com o presidente, Oscar Ló. "Em março as pessoas deram preferência aos alimentos e a itens de higiene, e por isso houve redução de 30% nas vendas. Mas em abril esse número foi de 20%, ou seja, alcançamos 80% da meta. Já percebemos o mercado mais otimista", comentou. 

O susto não paralisou a Cooperativa - muito pelo contrário, motivou a agilidade na adoção de medidas reativas. Uma delas foi dar lugar ao portfólio de vinhos como prioridade nos negócios, deixando os espumantes, tradicional carro-chefe da marca, em segundo plano. "Isso porque muitos eventos foram cancelados, então o espumante sentiu mais os efeitos. Com as pessoas em casa tendo mais tempo para preparar almoço e jantar, o vinho se destaca mais", disse. 

Outra foi fortalecer as vendas online, que também cresceu. Embora seja difícil precisar o quanto esse tipo de comercialização aumentou, já que a cooperativa não tem acesso aos números de vendas no e-commerce dos supermercados, grandes clientes da cooperativa, Ló disse que isso será uma tendência. "Esse é um comportamento de consumo que vai acelerar e se manter", previu. 

Foco nas exportações gera novos negócios 

É do exterior que vêm as melhores notícias para os negócios da Cooperativa Vinícola Garibaldi. Até o mês de maio deste ano, o volume de vendas internacionais já é 270% maior do que o total registrado em 2019. 

Fruto de um projeto gestado com planejamento e desenvolvido constantemente ao longo dos últimos dois anos, a Cooperativa Vinícola Garibaldi embarcará nos próximos dias cargas que ultrapassam o total de 15 mil garrafas para o Exterior. Mais do que transações comerciais, os negócios são um importante marco na abertura de novas fronteiras mercadológicas. 

O maior pedido está direcionado ao Japão, nação que recebe os produtos da marca pela primeira vez - ao todo, serão 4200 garrafas de Moscatel Rosé e outras 1100 de suco integral. Outro país com quem a Cooperativa Vinícola Garibaldi inaugura relação comercial é Taiwan, com 500 garrafas de espumantes. 

As remessas para o Exterior também contemplam parceiros já tradicionais da cooperativa. A Nigéria está importando 3000 garrafas de Moscatel Rosé e de Moscatel Branco. Para a China, serão embarcadas 2880 garrafas de frisante, enquanto para o Canadá serão 2700 garrafas de suco integral e 750 garrafas de suco biodinâmico. E é para o mercado canadense que, em breve, a vinícola também ampliará suas vendas. A cooperativa já tem agendada uma remessa de espumantes da linha Garibaldi para ser enviada à província de Saskatchewan, no centro-oeste do Canadá. 

 

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização: