Notícias:

27

Abril

Envase Brasil|Embala Sul trazem tecnologia e conhecimento para o setor de laticínios

Representantes de pequenas indústrias do leite e derivados do Rio Grande do Sul se encontraram hoje na Envase Brasil | Embala Sul, evento que acontece em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Na agenda, o Encontro APIL RS – Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul tratou das principais mudanças para lácteos em pauta no momento. Uma das preocupações do produtor se refere aos parâmetros de qualidade do leite, ao mercado e às mudanças previstas pelo governo.

Em plena discussão, o setor busca um modelo que contemple todas as demandas a partir de políticas públicas capazes de fortalecer as propriedades. Hoje, o Rio Grande do Sul é o único estado brasileiro que segue uma lei específica para o transporte do leite. Os caminhões precisam ser identificados e os motoristas devidamente qualificados. “Precisamos melhorar nossa competitividade e profissionalizar nosso produtor com tecnologia desde o campo até a venda, ou seja fazer a nossa parte. Mas também precisamos cobrar iniciativas públicas”, destaca o presidente da APIL RS, Wlademir Pedro Dall’Bosco.

A capacitação do produtor e, consequentemente, de todo processo produtivo mudou muito de 1990 pra cá. No início, o produtor saía para buscar conhecimento enquanto a família cuidava do trabalho. Depois, a qualificação passou a ser feita na cidade, facilitando a adesão das pequenas indústrias. Atualmente, a construção da qualidade se dá na propriedade, levando em consideração as necessidades de cada produtor. “A gestão só se faz de uma maneira, estando perto”, ressalta Dall’Bosco. Ele afirma que o leite gaúcho é o melhor do Brasil. “Aqui temos uma fiscalização eficiente, o que favorece o comprometimento de todos os profissionais que atuam no setor”, salienta. O maior número de análises oficiais do leite no país são feitas no RS.

Leite gaúcho

Com uma produção anual de 12,5 milhões de litros de leite por dia, o RS ocupa a segunda colocação no país, ficando atrás apenas de Minas Gerais. 40% deste volume tem consumo local e 60% é exportado para outros estados brasileiros, com predominância da região Sudeste, em especial São Paulo. Queijo e leite em pó também têm destinos como Rússia, China e Venezuela. O crescimento médio do setor gaúcho é de 4% a cada 12 meses, percentual projetado também para 2018. O consumo per-capita de leite no Brasil pé de 162 litros/ano, enquanto na Europa chega a 280 litros/ano.

A APIL RS possui 57 associados, dos quais 27 participaram do evento, além de 11 empresas parceiras.

Fechando com o vinho

A Envase Brasil | Embala Sul encerra nesta sexta-feira, 27 de abril, com uma programação inteiramente voltada ao vinho. Às 15h, acontece o Envase Experience – Falando de Vinho e Suco com foco na ‘Indústria Vinícola 4.0’. Serão painelistas Rodrigo Brandalise da Mesal, Hermínio Ficagna da Cooperativa Vinícola Aurora, Christian Marcatto da Siemens e Ayrton Irokawa da Krones do Brasil.

No Espaço Villa Beer o ‘Painel Sebrae Desafios do Mercado’ apresenta três cases: Microcervejaria Rasen Bier, Cachaçaria Água de Arcando e Vistamontes Sucos Naturais.

Foto: Augusto Tomasi

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização:

Estamos aguardando você na
Envase Brasil. Faltam ainda:

120

dias

20

horas

20

minutos

20

segundos

Venha para a Envase Brasil e
faça o seu negócio girar.