Notícias:

21

Novembro

Brasil adere a movimento mundial que incentiva consumo moderado de vinho

O Brasil passa a integrar oficialmente o movimento mundial de incentivo ao consumo moderado de vinho, o Wine in Moderation (WiM). O ato de assinatura ocorreu nesta terça-feira (20), durante o Congresso da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), no Press Room do Punta Del Este Convention, em Punta del Este, no Uruguai. O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) é a entidade que coordenará as ações atreladas à mobilização no Brasil.
 
O diretor de Relações Institucionais do Ibravin, Carlos Paviani, que representou o setor na solenidade, reforça que muitos países da Europa e da própria América do Sul já fazem parte deste movimento que incentiva o consumo do vinho ligado à gastronomia e ao convívio social. O Brasil é o quinto país da América do Sul a aderir ao programa mundial.
 
“Nosso papel é mostrar que o vinho, quando consumido moderadamente, é uma bebida que traz benefícios à saúde e ao bem-estar das pessoas. Por ser uma bebida convivial, na grande maioria dos casos, aprende-se a consumir em família, em encontros festivos ou comemorações familiares e, por isso, seu consumo tende a ser mais controlado, pois une diferentes gerações”, defendeu Paviani.

Ainda de acordo com o executivo, a adesão ao WiM faz com que o Brasil esteja inserido nas discussões sobre o tema, tenha acesso às informações importantes e possa desenhar estratégias para o consumo embasado em dados e informações relevantes do segmento. “É também uma aposta no crescimento do consumo de vinhos no país e, por isso, queremos fazer este trabalho de forma responsável e consciente. A moderação no consumo é a melhor alternativa para aproveitar os benefícios que o vinho proporciona, tanto em termos de saúde como pelo prazer e satisfação que esta bebida traz”, explicou.
 
“Dar as boas-vindas ao Ibravin no Wine in Moderation nos deixa muito contentes pois damos um passo adiante na ampliação da mensagem de consumo responsável na América do Sul. Estamos ansiosos por auxiliar no trabalho conjunto para informar, esclarecer e educar profissionais e consumidores a fim de desenvolver uma cultura sustentável do vinho no Brasil”, declarou o presidente da associação WiM, George Sandman.
 
A presidente e o diretor geral da OIV, Regina Vanderlinde e Jean-Marie Aurand, respectivamente, o coordenador do Departamento de Vinhos e Bebidas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Helder Moreira Borges e o coordenador operacional do Laboratório de Referência Enológica (Laren), Gilberto Cargnel, também participaram da solenidade. O ato foi prestigiado pela vice-presidente do WiM, Ursula Fradera, que integra a Academia Alemã de Vinhos, pelo diretor do WiN, Stylianos Filopoulos, e pelo presidente da edição deste ano do Congresso da OIV, o uruguaio José Lez, que também preside o Instituto Nacional de Vitivinicultura do Uruguai (Inavi). 

Até novembro de 2019 estão previstas no Plano de Trabalho do Ibravin diversas ações para dar visibilidade e transmitir os conceitos do movimento aos consumidores dos mercados interno e externo. Entre as atividades estão desde a exposição da logomarca em feiras e eventos apoiados pela entidade até a explanação em cursos de qualificação para profissionais do setor, para a imprensa e em campanhas publicitárias.
 
Educação para consumo do vinho

Um dos focos da atuação do Ibravin nos últimos anos tem sido a educação para o consumo do vinho. Prova disso é o programa Qualidade na Taça, que em parceria com o Sebrae, já qualificou mais de 2,5 mil profissionais desde 2014 e que deverá capacitar mais cerca de 600 até o final de 2019.
O gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, responsável pelas ações do WiM no Ibravin, acrescenta que, além do Qualidade na Taça, outras iniciativas são realizadas para educar e conscientizar os próprios consumidores.
 
“Realizamos e apoiamos palestras, degustações orientadas, feiras e campanhas publicitárias que incentivam o consumo do vinho, diariamente e de forma despretensiosa. Com isso, fomentamos uma mudança cultural para que o vinho seja inserido no contexto diário das pessoas e para que os consumidores entendam isso como um hábito saudável”, explica. Bertolini informa que o Ibravin também continuará apoiando pesquisas científicas que comprovam os benefícios do vinho e também do suco de uva para a saúde.
 

Na foto em destaque estão: Stylianos Filopoulos (WiM), Helder Moreira Borges (Mapa), Ursula Fradera (WiM), Regina Vanderlinde (OIV), Jean-Marie Aurand (OIV), Carlos Paviani (Ibravin) e José Lez (Inavi) participaram do ato de assinatura de adesão do Brasil no Wine in Moderation

Crédito: Martin Gutierrez

 

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização:

Estamos aguardando você na
Envase Brasil. Faltam ainda:

120

dias

20

horas

20

minutos

20

segundos

Venha para a Envase Brasil e
faça o seu negócio girar.