Notícias:

28

Dezembro

Empresas exportam água de coco do Brasil

A maior procura do brasileiro por produtos com apelo de saudabilidade tem levado empresas do setor de bebidas a expandir a oferta de água de coco no País.

As vendas têm crescido de forma significativa e o segmento já busca mercados para exportar. “Todos os produtos têm sofrido pressão de preço por conta da crise, mas a categoria cresce em volume”, aponta o vice-presidente da Obrigado, Helder Quadros. Ele destaca que o mercado de refrigerantes vem perdendo vendas anualmente e a busca por produtos com menor teor de açúcar já é uma realidade. “Ainda trata-se de um volume gigantesco, mas decresce de 2% a 5% ao ano. As grandes empresas de bebidas se movimentam na direção de produtos mais naturais. Isso não é apenas uma tendência, já é um fato.”

De acordo com o executivo, a empresa irá crescer por volta de 30% em 2018. “Queremos repetir esses número em 2019, ampliando nosso leque de ofertas.”Quadros conta que uma das estratégias da Obrigado é a maior atuação fora do País. “Há mais de um ano e meio, trabalhamos com exportações, por meio de um modelo como colaboradores nas regiões de interesse. Temos focado nos EUA e no Canadá. "O executivo estima que os embarques devam totalizar cerca de 2,5 milhões de litros em 2018. “O câmbio alto ajudou os exportadores, chegou a quase R$ 4,20 neste ano. No curto prazo foi positivo, trouxe um ganho imediato, mas traz consequências negativas em outros aspectos "Além da água de coco, a empresa lançou sabores exclusivos de suco de frutas para a região. “Também temos boa perspectivas na Europa para o final do ano que vem”, afirma Quadros, citando Holanda, Alemanha, França e Inglaterra como potenciais mercados. Ele explica que, enquanto o mercado de água de coco nos Estados Unidos é maior que o brasileiro, na Europa é mais incipiente. “É mais complexo, com diferenças em cada país. Na Inglaterra, por exemplo, 80% do consumo é na região de Londres. Na Espanha, que tem um clima mais quente, o volume é inferior ao Rio de Janeiro. É preciso educar o consumidor sobre o produto e posicionar a marca.”

Crescimento contínuo

O gerente de trade marketing de Kero Coco, Felipe Taboada, avalia 2018 como desafiador, mas com resultados dentro das expectativas. “Depois de lançarmos Kero Coco Kids, uma água de coco pensada para o paladar das crianças, os esforços da marca estão no desenvolvimento cada vez maior da categoria de consumo fora de casa, durante as refeições ao longo do dia.”

Para 2019, a expectativa da marca da PepsiCo é de que o mercado continue crescendo. “A companhia tem um projeto de expansão da fábrica de Petrolina [PE] para aumentar a capacidade de produção e gerar ainda mais oportunidades para a mão de obra local.” Em setembro deste ano, a Coca-Cola entrou no negócio de água de coco por meio da marca Del Valle. Em recente entrevista ao DCI, o diretor de novos negócios da companhia no Brasil, Pedro Massa, declarou que além da escala de produção, a Coca-Cola dispõe do poder de distribuição para se posicionar no mercado. “Contamos com cerca de um milhão de pontos de vendas no Brasil”, assinala.

Fonte: DCI

 

 

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização:

Estamos aguardando você na
Envase Brasil. Faltam ainda:

120

dias

20

horas

20

minutos

20

segundos

Venha para a Envase Brasil e
faça o seu negócio girar.