Notícias:

05

Junho

Venda de vinhos e ocupação hoteleira crescem durante o Dia do Vinho Brasileiro

Se os 10 anos de Dia do Vinho já são uma amostra da consolidação do movimento que celebra a cultura da uva e do vinho, imagine chegar a uma década ganhando status nacional e ampliando a oferta de atrações, cidades, estados participantes e, claro, de visitantes. Neste ano, além de passar a se chamar oficialmente Dia do Vinho Brasileiro, a comemoração, que ocorreu de 17 de maio a 2 de junho, foi promovida em 45 cidades, de 11 regiões enoturísticas, em seis estados do país, o dobro de 2018 e quase 10 vezes mais que a primeira edição. Em 2010, apenas cinco cidades da Serra Gaúcha integravam a programação de 10 dias.

Em 2019, durante 17 dias de festividade, os amantes do turismo de experiência puderam desfrutar de mais de 700 atividades simultâneas e descentralizadas, incluindo descontos no projeto Abasteça sua Adega, no Rio Grande do Sul, Bahia e São Paulo e nos estreantes Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. Ao todo, foram 124 empreendimentos, sendo que, destes, 67 eram vinícolas, nove lojas/delicatéssens, 41 restaurantes e sete hotéis, além de praças e centros de ensino. Na primeira edição do Dia do Vinho participaram 79 empreendimentos, ou seja, em uma década, houve um crescimento de 64%. 

Para o presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) da Região Uva e Vinho, Vicente Perini Filho, a receita de sucesso se deve a três fatores principais: parcerias estratégicas, qualidade na oferta e dedicação de todos os envolvidos.

“Neste ano, fomos brindados por um envolvimento ainda maior. Mais cidades, estados e associações abraçaram conosco os 10 anos de Dia do Vinho”, elogia. “A celebração teve o charme do Outono, o clima ideal para incentivar a venda de vinhos, grande oferta de descontos e programações atrativas. No Rio Grande do Sul, estado que concentrou o maior número de atividades, a rede hoteleira e gastronômica apresentou, em média, 10% de crescimento, em relação ao fluxo normal. Alguns hotéis da Região Uva e Vinho, na Serra Gaúcha, principal destino enoturístico do país, tiveram uma excelente taxa de ocupação nos três finais de semana, alguns chegando a 80%”, avalia Perini Filho. O Segh – Região Uva e Vinho é um dos realizadores do Dia do Vinho Brasileiro, ao lado do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Oscar Ló, presidente do Ibravin, concorda com Vicente Perini Filho. O dirigente também estima um crescimento de 15% nas vendas no varejo das vinícolas durante o período do Dia do Vinho Brasileiro. Os descontos nos produtos vinícolas chegavam a 50%.

“O trade turístico comprou (a ideia), o setor vinícola se empenhou e outros estados também começam a desenvolver essas ações. O Dia do Vinho chegou a um momento de maturidade, de consolidação, com mudança de marca e de nome (acrescentando “Brasileiro”). Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais deram uma resposta ao movimento e outras regiões nos estados do Rio Grande do Sul e São Paulo, como o Caminho das Pipas (Rolante), os municípios de Guaporé e Nova Pádua e a Rota do Vinho (Jundiaí) aderiram também. Os canais se preparam com promoções e hoje o Dia do Vinho Brasileiro é um dos indutores de enoturismo do país”, observa Ló.
 
A 11ª edição do Dia do Vinho Brasileiro já tem data: será de 22 de maio a 7 de junho de 2020.

 

Foto: Dandy Marchetti

 

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização:

Estamos aguardando você na
Envase Brasil. Faltam ainda:

120

dias

20

horas

20

minutos

20

segundos

Venha para a Envase Brasil e
faça o seu negócio girar.